SEJAM BEM VINDOS!!!


domingo, 29 de abril de 2012

VESTÍGIOS DE UM DOMINGO DE ABRIL

O dia chuvoso com gosto de saudade...a alma procurando alguém familiar,escondido nas minhas Minas Gerais,talvez neste momento na beira do rio,jogando um anzol,com o olhar no rio e o pensamento longe...amigo de muitos,indispensável a tantos,transporta-se para um recanto de seus sonhos...e como em uma miragem,surgem aos poucos os vestígios do que escreveu na alma de seus amigos.
   

E lá vem a Anne,a nossa menina voadora:


No tempo da maldade, Cacá não tinha nascido!

Pai coruja de duas meninas lindas, mineiro da terra de Drummond, só poderia ser um cronista de primeira linha.

Historiador , mas amante da culinária, José Claudio Adão virou Cacá na blogosfera, sendo querido por todos!

É ele quem diz que : “poesia é um afeto que o mundo precisa em caráter urgente urgentíssimo.”

Cacá, eu digo que o mundo precisa mesmo de poesia e precisa de gente como você, acordado, atento, espalhando generosidade e multiplicando amor por onde passa!

A blogosfera sente falta do seu sorriso!


E vem a Otília,com seu Jeito Mineiro de Ser,mesmo sem ser mineira:

 por mais difícil que  tenha sido seus momentos  perdendo o pai e um irmão, jamais largou o JEITO MINEIRO BOM DE SER ..e  de tratar os amigos ... quando me  falaram da B.C. falando do CACÁ  logo topei por que sempre quis homenagear os mineiros  blogueiros e ele  é  uma pessoa que pode representar todos ...com seu jeito mineiro bão srsrs de ser  que onde quer  que passe sempre  nos da alegria ..Cacá  seus amigos  quiseram homenagear  você com esta blogagem  somente para dizer a você que  mesmo no mundo virtual sempre estamos por aqui...e que mesmo por vezes estando  afastados distantes  pelos  km ..estamos unidos pelas onda da net e pelas ondas do coração

E vem a Joaninha Chica e o seu jeito doce e brincalhão 
Vamos lá, Cacá!

Queremos te ver novamente sorrir,

 ainda que a vida nos apronte peças

vamos,em frente nela , sem desistir!!!

Te esperamos e desejamos de coração que estejas bem, voltes logo, ou dês pelo menos, um  oizinho!!!rs

E logo vem o Neno,menino esperto e poeta,com tão pouca idade:

Para o Cacá...

Soube que nosso amigo Cacá anda meio triste!
Ele sempre visitava meu cantinho!
Estou com muitas saudades dele!
Essa poesia é em homenagem ao Cacá:
(Não ligue que nem rimas tem.)
É bem simples!

Cacá é um bom amigo,
Por um motivo, sumiu!
Mas daí eu me lembrei,
Que amigo é para sempre!
Nunca se abandona alguém,
Porque amigo,
Vale a pena!



 E a Fernanda,aleatoriamente falando,em um lindo poema(que ela diz não ser)


Na estação a chuva chegou, não era inverno mas um rio formou.
Nos teus olhos refletia gotas de mar, na coexistência o carinho de pessoas que muito te querem bem.
Não meu amigo, condicionar não é o caso aqui.
Quando o seu tempo de ausência chegar ao fim, você saberá e nós também.
Grandes momentos ficam e permanecem na lembrança, eles não fenecem nunca e formam uma ligação com corações, que assim como o seu é um verdadeiro arco-íris.
E vem a Samara a dizer em belas palavras do carinho que por ele sente.
E a Celêdian,amiga do Poeta,ela também poetizando,Poeta que também é:

De José Felipe e de Dona Maria Delfina,
O filho herdou o José, também  o Adão,
Da prole, oito irmãos, a família genuína,
Amor e filhas, forças de sua emoção.

Em todas as suas andanças, peregrinação,
Viveu em Mariana, nossas Minas tão Gerais,
Sonhou sonhos que eram só seus, a ilusão,
De resgastar a aura romantica dos festivais.

E o Márcio,que reuniu toda esta gente e outros mais........
 es es

LÁ NÃO TEM MAR

Minas Gerais não tem mar. Ao menos, não aquele de água salgada e com uma faixa de areia, qumaravilhosamente contorna esse nosso Brasil de norte a sul. Mas lá em Minas tem um mar de gente batalhadora, honesta e hospitaleira. Lá, tem um mar de riquezas inenarráveis nas artes, independente qual seja essa arte. Lá tem um mar de povo amigo, que recebe seus visitantes com pão de queijo e café quentinho. Lá em Minas, além desse mar todo que falei acima, tem o José Cláudio, ou simplesmente Cacá para quem o conhece a mais tempo.

...................................................................................................................................................................
E aí,amigo Cacá?É de explodir o coração...mas o coração mineiro,doce e generoso, é forte e valente,aguenta o tranco e a emoção ...

E os peixes estão mordendo a isca,Cacá?

Por aqui,nesta serra onde moro,os vestígios deste domingo chuvoso,já estão prestes a findar,mas os vestígios das marcas que você tatuou em cada um destes corações,estes não terão fim jamais.O tempero de amor que você colocou em cada uma destas vidas permanecerá...para sempre,amigo.
 

Aos meus amigos----BOM DIA!!!

A vida requer cuidado. Os amores também. Flores e espinhos são belezas que se dão juntas. Não queira uma só. Elas não sabem viver sozinhas... Quem quiser levar a rosa para sua vida, terá que saber que com ela vão inúmeros espinhos. Mas não se preocupe. A beleza da rosa vale o incômodo dos espinhos..."

Padre Fábio de Melo

 

sábado, 28 de abril de 2012

Souflé de chuchu (para Lucinha)

Suflê de chuchu

5 chuchus médios
sal à gosto
1/2 xícara (chá) de leite
2 ovos (com as claras separadas)
3 colheres (sopa) de queijo parmesão ralado
1 colher (sopa) de margarina
3 colheres (sopa) de farinha de trigo
1 cebola pequena bem picadinha
salsinha a gosto cortada bem pequena
1 colher (chá) de fermento em pó
2 claras batidas em neve

Tire a casca e parte branca central do chuchu, e afervente com água e sal. Depois de cozidos, escorra bem a água e esprema no passador, ou passe pela peneira ou use um garfo fino. Coloque a margarina em uma panela e refogue a cebola, junte a farinha de trigo e refogue um pouco. Vá adicionando o leite aos poucos e mexendo sem parar até engrossar (fica tipo molho branco só que bem mais grosso). Retire do fogo e acrescente as gemas, mexa rápido pra não cozinhá-las. Depois acrescente o queijo ralado, a salsinha, fermento em pó e o chuchu amassado, reserve. Bata as claras em neve (em picos bem firmes) e misture ao creme reservado, mexendo delicadamente. Coloque a mistura em uma fôrma para suflê (redonda e alta) untada com manteiga e polvilhada com queijo ralado, e leve ao forno quente 200 graus até dourar.
Minha querida,a minha receita é parecida com esta,a diferennça é que não amasso o chuchu,corto em quadradinhos,cozinho e acrescento ao molho branco.
           Bjsssssssss,
                        Leninha

segunda-feira, 23 de abril de 2012

DIA DE SÃO JORGE.

:: Santo guerreiro; Padroeiro da Inglaterra, Portugal, Lituânia e Geórgia

:: Data de comemoração: 23 de Abril


Em torno do século III D.C., quando Diocleciano era imperador de Roma, havia nos domínios do seu vasto Império um jovem soldado chamado Jorge. Filho de pais cristãos, Jorge aprendeu desde a sua infância a temer a Deus e a crer em Jesus como seu salvador pessoal.
Nascido na antiga Capadócia, região que atualmente pertence à Turquia, Jorge mudou-se para a Palestina com sua mãe após a morte de seu pai. Lá foi promovido a capitão do exército romano devido a sua dedicação e habilidade - qualidades que levaram o imperador a lhe conferir o título de conde. Com a idade de 23 anos passou a residir na corte imperial em Roma, exercendo altas funções.
Por essa época, o imperador Diocleciano tinha planos de matar todos os cristãos. No dia marcado para o senado confirmar o decreto imperial, Jorge levantou-se no meio da reunião declarando-se espantado com aquela decisão, e afirmou que os os ídolos adorados nos templos pagãos eram falsos deuses.
Todos ficaram atônitos ao ouvirem estas palavras de um membro da suprema corte romana, defendendo com grande ousadia a fé em Jesus Cristo como Senhor e salvador dos homens. Indagado por um cônsul sobre a origem desta ousadia, Jorge prontamente respondeu-lhe que era por causa da VERDADE. O tal cônsul, não satisfeito, quis saber: "O QUE É A VERDADE ?". Jorge respondeu: "A verdade é meu Senhor Jesus Cristo, a quem vós perseguis, e eu sou servo de meu redentor Jesus Cristo, e nele confiado me pus no meio de vós para dar testemunho da verdade."
Como São Jorge mantinha-se fiel a Jesus, o Imperador tentou fazê-lo desistir da fé torturando-o de vários modos. E, após cada tortura, era levado perante o imperador, que lhe perguntava se renegaria a Jesus para adorar os ídolos. Jorge sempre respondia: "Não, imperador ! Eu sou servo de um Deus vivo ! Somente a Ele eu temerei e adorarei". E Deus, verdadeiramente, honrou a fé de seu servo Jorge, de modo que muitas pessoas passaram a crer e confiar em Jesus por intermédio da pregação daquele jovem soldado romano. Finalmente, Diocleciano, não tendo êxito em seu plano macabro, mandou degolar o jovem e fiel servo de Jesus no dia 23 de abril de 303.
A devoção a São Jorge rapidamente tornou-se popular. Seu culto se espalhou pelo Oriente e, por ocasião das Cruzadas, teve grande penetração no Ocidente.
Verdadeiro guerreiro da fé, São Jorge venceu contra Satanás terríveis batalhas, por isso sua imagem mais conhecida é dele montado num cavalo branco, vencendo um grande dragão. Com seu testemunho, este grande santo nos convida a seguirmos Jesus sem renunciar ao bom combate.

 

domingo, 22 de abril de 2012

DIA DA TERRA

Dia Internacional do Planeta Terra
O Dia da Terra, 22 de abril, é uma data festiva comemorada em muitos países do mundo. A data foi criada nos Estados Unidos por Gaylord Nelson, senador e ativista ambiental. Além de criar a data, o senador lutou pela divulgação e promoção dos objetivos desta data. 
A data foi criada com o propósito de abrir discussões em todo mundo sobre a importância da preservação dos recursos naturais do planeta Terra. Além disso, tinha como objetivo criar uma consciência mundial sobre os problemas da contaminação, destruição da biodiversidade, uso não sustentável dos recursos naturais, desmatamentos e outros problemas que ameaçam a vida em nosso planeta.
A primeira manifestação aconteceu nos Estados Unidos em 22 de abril de 1970. Participaram milhares de pessoas, principalmente estudantes de universidades e escolas. A pressão sobre o governo norte-americano foi grande e este criou a Agência de Proteção Ambiental. 
O Dia da Terra é uma data comemorativa que não é controlada ou organizada por uma entidade específica. Ela pertence a humanidade e, por isso, pode ser comemorada livremente no mundo todo, adequando-se a realidade de cada região.
Frases sobre o Dia da Terra:
- Preservar e usar de forma inteligente os recursos naturais é o melhor presente que podemos dar ao nosso planeta no Dia da Terra.
- A Terra é nossa casa, vamos conservá-la e tratá-la com muito amor e carinho.
- Neste Dia da Terra vamos pensar e agir em favor de nosso planeta.
- O desenvolvimento sustentável do planeta Terra é fundamental para a qualidade de vida das futuras gerações.
  • DIA DA TERRA

    O que você faz, conta!Domingo, dia 22, 21:00
  • O Dia da Terra vem ganhando cada vez mais importância desde que foi criado timidamente no início da década de 1970. Este ano, mais de 500 milhões de pessoas devem comemorar o Dia da Terra em 85 países. A nossa programação vai incentivar você a se preocupar com o planeta.

    Este ano a programação de domingo 22, começa com o documentário clássico "Consumo Humano" e continua com a estreia de "Revolución Forestal na qual a Greenpeace e a Nat Geo se unem para revelar que é possível viver dos bosques e protegê-los ao mesmo tempo.

    Tudo sobre ecologia: conselhos, estatísticas e muita informação sobre o cuidado consciente com o meio ambiente.



  • Você sabia...

  • Você pode ajudar mudando seus hábitos na hora do cafezinho... O poliestireno (isopor) demora centenas de anos para se degradar após ser jogado no lixo. Da próxima vez que você tomar um café, tente não usar um copo de isopor.Saiba mais

sexta-feira, 13 de abril de 2012

Chaplin eterno e sempre atual


O Caminho da Vida

O caminho da vida pode ser o da liberdade e da beleza, porém nos extraviamos.

A cobiça envenou a alma dos homens... levantou no mundo as muralhas do ódios... e tem-nos feito marchar a passo de ganso para a miséria e morticínios.

Criamos a época da velocidade, mas nos sentimos enclausurados dentro dela. A máquina, que produz abundância, tem-nos deixado em penúria.

Nossos conhecimentos fizeram-nos céticos; nossa inteligência, empedernidos e cruéis. Pensamos em demasia e sentimos bem pouco.

Mais do que de máquinas, precisamos de humanidade. Mais do que de inteligência, precisamos de afeição e doçura. Sem essas virtudes, a vida será de violência e tudo será perdido.

quinta-feira, 12 de abril de 2012

quarta-feira, 11 de abril de 2012

Frank Sinatra - Fly Me To The Moon - Legendado

Tema Oficial de abertura de Amor Eterno Amor | 'Leva-me Pra Lua' cantada...

Melodia da novela Amor Eterno Amor--- Fonte:Gobo.com

A abertura da novela Amor Eterno Amor é romântica e narra o encontro do menino Carlos com seu amor de infância, Elisa. O diferencial deste trabalho é que ele foi feito todo em desenho. “A abertura ficou linda. Desde o início já sabíamos que queríamos a abertura em desenho”, afirma o diretor de núcleo da novela, Rogério Gomes.
O projeto é de autoria do gerente de videographics Alexandre Pit Ribeiro, membro da equipe de produção do Hans Donner. O conceito pensado desde o início para a concepção deste trabalho ser feito em desenho tem uma explicação. “O interessante da abertura é que remete ao protagonista, que gosta muito de desenhar”, comenta o diretor Paulo Ghelli.
A música de abertura é “Leva-me pra Lua”, da cantora de MPB Ana Caram, uma versão de “Fly Me To The Moon”, de Frank Sinatra.

Leva-me Pra Lua (Fly Me To The Moon)
Bart Howard - Versão: Pacífico Mascarenhas
Leva-me pra Lua
Quero ficar entre as estrelas
Deixa-me voar
Em direção a este lugar
Dá-me tuas mãos
Vem comigo
Vem me encontrar
Nesta viagem
Leva-me pra onde
O amor exista de verdade
Onde a felicidade
Só procure por nós dois
Em outras palavras
Quero dizer
Que eu vou ficar com você
Leva-me pra Lua
Quero ficar entre as estrelas
Deixa-me voar
Em direção a este lugar
Dá-me tuas mãos
Vem comigo
Vem me encontrar
Nesta viagem
Leva-me pra onde
O amor exista de verdade
Onde a felicidade
Só procure por nós dois
Em outras palavras
Quero dizer
Que eu vou ficar com você
Em outras palavras
Quero dizer
Que eu vou ficar com você
Fly me to the moon,
And let me play among the stars.
Let me see what spring is like on Jupiter and Mars
In other words, hold my hand
In other words, darling, kiss me

Leva-me pra onde
O amor exista de verdade
Onde a felicidade
Só procure por nós dois
Em outras palavras
Quero dizer
Que eu vou ficar com você


Fonte:Globo.com

terça-feira, 3 de abril de 2012

Como presentear uma fada?

Procura-se um presente...

...mas como se presentear uma fada?

 Com nenúfares

para ela colocar em seu lago e com eles brincar nas noites amenas?
 Com libélulas para ela usar em suas loiras madeixas?
Com borboletas lilases para cobrir os seus ombros nas frias noites do inverno?Ou com poemas de Pessoa, sonetos de Vinicius ou melodias do Tom, do Chico, do Caetano...ou sonatas de Mozart, concertos de Bach ou  Chopin, ou uma  sinfonia de Beethoven?
          O imponderável não se acha à venda...e em nossos modernos tempos não possuímos bardos para contratarmos e pedir que cantem ao pé de  sua sacada...nem trovadores com alaúdes e harpas para homenageá-la ...





         Um pouco de Quintana:


.......tu hás de ver que  as coisas mais leves são as únicas que o vento não pode levar:um estribilho antigo,o carinho no momento preciso,o folhear de um livro,o cheiro que um dia teve o próprio vento...
         
       e a letra de uma música cantada no México para os aniversariantes:


     O dia em que tu nasceste nasceram todas as flores
      todos os pássaros cantaram
      o arco íris  apareceu
      nunca foi tão lindo!


         O amor foi reinventado
         e na pia do teu batismo
         além de rouxinóis,
         havia anjos,muitos anjos
         e também fadas,duendes ,corujas e pirilampos.

segunda-feira, 2 de abril de 2012

Recebi por email (e adorei!!!)

Vou-me Embora pro Passado
Jessier Quirino

Vou-me embora pro passado
Lá sou amigo do rei
Lá tem coisas "daqui, ó!"
Roy Rogers, Buc Jones
Rock Lane, Dóris Day
Vou-me embora pro passado.

Vou-me embora pro passado
Porque lá, é outro astral
Lá tem carros Vemaguet
Jeep Willes, Maverick
Tem Gordine, tem Buick
Tem Candango e tem Rural.

Lá dançarei Twist
Hully-Gully, Iê-iê-iê
Lá é uma brasa mora!
Só você vendo pra crê
Assistirei Rim Tim Tim
Ou mesmo Jinne é um Gênio
Vestirei calças de Nycron
Faroeste ou Durabem
Tecidos sanforizados
Tergal, Percal e Banlon
Verei lances de anágua
Combinação, califon
Escutarei Al Di Lá
Dominiqui Niqui Niqui
Me fartarei de Grapette
Na farra dos piqueniques
Vou-me embora pro passado.

No passado tem Jerônimo
Aquele Herói do Sertão
Tem Coronel Ludugero
Com Otrope em discussão
Tem passeio de Lambreta
De Vespa, de Berlineta
Marinete e Lotação.

Quando toca Pata Pata
Cantam a versão musical
"Tá Com a Pulga na Cueca"
E dançam a música sapeca
Ô Papa Hum Mau Mau
Tem a turma prafrentex
Cantando Banho de Lua
Tem bundeira e piniqueira
Dando sopa pela rua
Vou-me embora pro passado.

Vou-me embora pro passado
Que o passado é bom demais!
Lá tem meninas "quebrando"
Ao cruzar com um rapaz
Elas cheiram a Pó de Arroz
Da Cachemere Bouquet
Coty ou Royal Briar
Colocam Rouge e Laquê
English Lavanda Atkinsons
Ou Helena Rubinstein
Saem de saia plissada
Ou de vestido Tubinho
Com jeitinho encabulado
Flertando bem de fininho.

E lá no cinema Rex
Se vê broto a namorar
De mão dada com o guri
Com vestido de organdi
Com gola de tafetá.

Os homens lá do passado
Só andam tudo tinindo
De linho Diagonal
Camisas Lunfor, a tal
Sapato Clark de cromo
Ou Passo-Doble esportivo
Ou Fox do bico fino
De camisas Volta ao Mundo
Caneta Shafers no bolso
Ou Parker 51
Só cheirando a Áqua Velva
A sabonete Gessy
Ou Lifebouy, Eucalol
E junto com o espelhinho
Pente Pantera ou Flamengo
E uma trunfinha no quengo
Cintilante como o sol.

Vou-me embora pro passado
Lá tem tudo que há de bom!
Os mais velhos inda usam
Sapatos branco e marrom
E chapéu de aba larga
Ramenzone ou Cury Luxo
Ouvindo Besame Mucho
Solfejando a meio tom.

No passado é outra história!
Outra civilização...
Tem Alvarenga e Ranchinho
Tem Jararaca e Ratinho
Aprontando a gozação
Tem assustado à Vermuth
Ao som de Valdir Calmon
Tem Long-Play da Mocambo
Mas Rosenblit é o bom
Tem Albertinho Limonta
Tem também Mamãe Dolores
Marcelino Pão e Vinho
Tem Bat Masterson, tem Lesse
Túnel do Tempo, tem Zorro
Não se vê tantos horrores.

Lá no passado tem corso
Lança perfume Rodouro
Geladeira Kelvinator
Tem rádio com olho mágico
ABC a voz de ouro
Se ouve Carlos Galhardo
Em Audições Musicais
Piano ao cair da tarde
Cancioneiro de Sucesso
Tem também Repórter Esso
Com notícias atuais.

Tem petisqueiro e bufê
Junto à mesa de jantar
Tem bisqüit e bibelô
Tem louça de toda cor
Bule de ágata, alguidar
Se brinca de cabra cega
De drama, de garrafão
Camoniboi, balinheira
De rolimã na ladeira
De rasteira e de pinhão.

Lá, também tem radiola
De madeira e baquelita
Lá se faz caligrafia
Pra modelar a escrita
Se estuda a tabuada
De Teobaldo Miranda
Ou na Cartilha do Povo
Lendo Vovô Viu o Ovo
E a palmatória é quem manda.

Tem na revista O Cruzeiro
A beleza feminina
Tem misse botando banca
Com seu maiô de elanca
O famoso Catalina
Tem cigarros Yolanda
Continental e Astória
Tem o Conga Sete Vidas
Tem brilhantina Glostora
Escovas Tek, Frisante
Relógio Eterna Matic
Com 24 rubis
Pontual a toda hora.

Se ouve página sonora
Na voz de Ângela Maria
"- Será que sou feia?
- Não é não senhor!
- Então eu sou linda?
- Você é um amor!..."

Quando não querem a paquera
Mulheres falam: "Passando,
Que é pra não enganchar!"
"Achou ruim dê um jeitim!"
"Pise na flor e amasse!"
E AI e POFE! e quizila
Mas o homem não cochila
Passa o pano com o olhar
Se ela toma Postafen
Que é pra bunda aumentar
Ele empina o polegar
Faz sinal de "tudo X"
E sai dizendo "Ô Maré!
Todo boy, mancando o pé
Insistindo em conquistar.

No passado tem remédio
Pra quando se precisar
Lá tem Doutor de família
Que tem prazer de curar
Lá tem Água Rubinat
Mel Poejo e Asmapan
Bromil e Capivarol
Arnica, Phimatosan
Regulador Xavier
Tem Saúde da Mulher
Tem Aguardente Alemã
Tem também Capiloton
Pentid e Terebentina
Xarope de Limão Brabo
Pílulas de Vida do Dr. Ross
Tem também aqui pra nós
Uma tal Robusterina
A saúde feminina.

Vou-me embora pro passado
Pra não viver sufocado
Pra não morrer poluído
Pra não morar enjaulado
Lá não se vê violência
Nem droga nem tanto mau
Não se vê tanto barulho
Nem asfalto nem entulho
No passado é outro astral
Se eu tiver qualquer saudade
Escreverei pro presente
E quando eu estiver cansado
Da jornada, do batente
Terei uma cama Patente
Daquelas do selo azul
Num quarto calmo e seguro
Onde ali descansarei
Lá sou amigo do rei
Lá, tem muito mais futuro