SEJAM BEM VINDOS!!!


domingo, 19 de junho de 2011

FESTIVAL DO CARRO DE BOI DE IBERTIOGA__MG

Em Ibertioga, Zona da Mata de Minas Gerais (MG), uma festa mantém viva a tradição dos carros de boi. O canto inconfundível do atrito entre o eixo e a roda do carro em movimento é a atração da festa. Por isso, só carros de boi com a estrutura toda em madeira podem participar do desfile.

São cerca de 25 carros. Todos ainda são utilizados nas lavouras de milho da região de Ibertioga, no Campo das Vertentes. Por isso, tanto a boiada quanto o carreiro não precisam de treinamento. O carreiro, José Valdo da Silva, diz que é fácil, mas é preciso saber lidar com o boi. O festival completou neste domingo (18), 33 anos.

Hoje ele existe graças ao esforço do idealizador do evento, José Francisco de Miranda Fontana, que um dia se inspirou ao ouvir uma canção. Ele diz que ouviu no disco de Milton Nascimento, uma canção que falava de saudades do canto do carro de boi.

A primeira festa, na década de 70 teve uma causa nobre. A intenção foi arrecadar dinheiro para a construção de um hospital na cidade. Para isso os produtores levaram prendas para um leilão, tudo claro, no carro de boi. Hoje, a história se repete. Eles levam lenha, milho e esterco para leiloar e conseguem a cada ano cerca de R$ 25 mil.

A renda ainda têm o mesmo destino: ajudar o hospital, o único da pequena cidade de 5 mil habitantes. Tem de tudo para atrair os moradores da região: desfile das princesas e da rainha da festa do carro de boi, além de curiosidades como trajes e peças de época. Dessa forma, revivendo o passado, a cidade se encanta todos os anos, com os carros de boi.

9 comentários:

Ivani disse...

Olá Leninha, tudo bem?
você já foi a essa festa? parece bem interessante, e divertida.
Beijos, bom fim de semana.

Cacá - José Cláudio disse...

O programa Terra de Minas do último sábado foi sobre esta festa. Não sei se em Ibertioga, mas foi numa cidade de MG e eu achei belíssima, emocionante a tradição. Abraços, Leninha. paz e bem.

Lucinhashomeandgarden disse...

Leninha,

Eu não consegui saber muito sobre a Carreata de Unaí. Li muita coisa sobre polícita, e achei por bem nem publicar.
Mas é muito legal saber que ainda existem lugares, onde as pessoas lutam pra conservar as tradições.
Eu não me lembro o sobrenome do seu Geraldo, mas é coincidência, ter o mesmo nome, do moço que você conhece.
Eu também voltava com os pés sujos..kkkkk Mas eu ficava muito feliz. Muita saudade dessa época.
Você é mineira?
Assim como a sua publicação sobre Ibitiorga, que você postou acima.
Tenha uma abençoada semana.
Beijos

Maria Luiza disse...

Oi Leninha!!!!

obrigada por divulgar e participar da festança lá do blog!!!!!!
E sobre seu post anterior...eu amo essa artista plástica,Frida Kalho.Foi pelo filme que fiquei conhecendo o trabalho dela!!!!!!
Que exemplo de mulher determinada e como sofreu!!!

Bjs e obrigada de novo!!!!!!

Mônica disse...

Leninha
Que vontade de ir neste festival. Minha mãe andou muito de carro de boi e quando a gente ia para Araxa ficavamos encantadas com os de meu avô.
Obrigada pela visita!
com carinho Monica
Meu tio já está no quarto e começando a perceber a situação!

Mônica disse...

Leninha
Não vi que já tinha lido.
Boa quinta feira!
Hoje passei a tarde no hospital com tio Nelson.Imagine que pra completar tia Lourdes caiu e machucou a perna.
com carinho Monica
Adorei o seu comentario;

Anônimo disse...

Essa é a melhor festa da regiao!!Eu amo a festa... é a melhor....

Rogério Corrêa disse...

Também sou um apaixonado pelo carros de boi, sua história e festividades com esse nobre transporte que quase foi extinto. Recentemente lancei o livro “Festas de Carros de Boi” que vem de encontro a uma lacuna existente quanto aos assuntos abordados, a paixão pela nossa cultura e pelo carro de boi. Pois, muitos pensavam que, com os meios de transportes modernos e evolução tecnológica, os carros de boi e as suas cantigas peculiares iriam desaparecer, e só os encontrariam em museus, telas de pinturas ou esquecidos em fazendas antigas. Contudo, ocorreu uma reinvenção para o uso dos carros de boi, saíram do labutar para o festejar. Neste trabalho o autor mergulha na sua história, na cultura de um povo, e com riqueza de detalhes e fotografias, mostra o porquê das Festas de Carros de Boi fazerem parte do calendário cívico de algumas cidades Brasileiras. Especialmente, por encantar todos os participantes e visitantes de vários lugares do Brasil e do exterior, independente do sexo e idade. É paixão a primeira vista, seja pela cultura, pela tradição, por curiosidade, pelo festar e por ter se tornado um acontecimento histórico.

Para divulgar festas de carros de boi e pesquisá-las criei alguns blogs, convido você e seus leitores para conhecê-los:

Rogério Corrêa
http://rogerioscorrea.blogspot.com/
http://festadocarrodebois.blogspot.com/
http://carrodebois.wordpress.com
http://ocarrodeboi.blogspot.com/
rogerioscorrea@gmail.com

Rogério Corrêa disse...

Por amar a cultura do sertanejo criei o blog www.carrosdeboi.com.br e lancei recentemente o livro Festas de Carros de Boi. Ambos tem o objetivo de divulgar a rica cultura que tantos amam.

Convido você para acessar: www.carrosdeboi.com.br