SEJAM BEM VINDOS!!!


sábado, 18 de junho de 2011

SEMPRE FRIDA

Para se entender as pinturas de Frida Kalho é necessário conhecer a sua vida.
Frida Nasceu em 1907 no México, mas gostava de declarar-se filha da revolução ao dizer que
havia nascido em 1910. Sua vida sempre foi marcada por grandes tragédias; aos seis anos
contraiu poliomelite, o que à deixou coxa. Já havia superado essa deficiência quando o ônibus em
que passeava chocou-se contra um bonde. Ela sofreu multiplas fraturas e uma barra de ferro
atravessou-a entrando pela bacia e saindo pela vagina. Por causa deste último fez várias cirurgias
e ficou muito tempo presa em uma cama.
Começou a pintar durante a convalescença, quando a mãe pendurou um espelho em cima de sua
cama. Frida sempre pintou a si mesma: "Eu pinto-me porque estou muitas vezes sozinha e porque
sou o assunto que conheço melhor".
Suas angustias, suas vivências, seus medos e principalmente
seu amor pelo marido Diego Rivera.
A sua vida com o marido sempre foi bastante tumultuada. Diego tinha muitas amantes e Frida
não ficava atrás, compensava as traições do marido com amantes de ambos os sexos. A maior dor
de Frida foi a impossibilidade de ter filhos (embora tenha engravidado mais de uma vez, as
seqüelas do acidente a impossibilitaram de levar uma gestação até o final), o que ficou claro em
muitos dos seus quadros.

6 comentários:

Aleatoriamente disse...

Leninha que triste!
Não conhecia a história dela.
Meu Deu! Isso aqui é muito forte e muito triste.

Beijinho querida.
Bom domingo.
Fernanda

Rosane Castilhos disse...

Oi querida!
AMO DE PAIXÃO AS PINTURAS DE FRIDA KAHLO!!!!
Adquiri há pouco tempo um livro com fotos de sua vida: Frida Kahlo Suas Fotos. Sua história de vida é espantosa e atormentada, porém vez dela uma vida de criações fantásticas.
Lindo Post!
BEIJINHOS

Su disse...

Minha amiga, amo a Frida Kahlo, sua história... seu filme é maravilhoso, conta bem sua vida, suas dores, alegrias, enfim, uma mulher a frente do seu tempo, uma verdadeira guerreira... Belíssima escolha para trazer aqui pra gente... amei!!!

Beijos no coração! Su.

Lena disse...

Leninha,
Belíssima escolha pra esse domingo.Apesar de suas histórias de vida, tão tristes, eu amo a melancolia, a extravagância, a franqueza e ao mesmo tempo a pureza de alma da Frida, que tanta dor física carregou quase que a vida inteira. Uma artista completa.

Beijokas com super carinho!
http://alemdasnuvens2011.blogspot.com
http://amadeirado.blogspot.com

Cacá - José Cláudio disse...

Eu me espantava muito quando via algumas obras dela. Depois que conheci um pouco dessa história trágica é que passei a compreender melhor a sua dor e angustia existenciais transpostos para suas telas. Abração., Leninha. Paz e bem.

Thalitha Mercês disse...

essa história da Frida é muito triste, estudei ela na faculdade de artes. Visite meu blog
primeira vez aqui, seguindo tá? me segue de volta?

http://coisasdethalitha.blogspot.com

bjokas
Bjokas
http://coisasdethalitha.blogspot.com

bjokas